Requalificação do Parque da Gorongosa apresentada em Lisboa

  • Imprimir

Requalificação do Parque da Gorongosa apresentada em LisboaO ZamBeZe Restaurante, em Lisboa, acolhe na próxima sexta-feira, 7 de dezembro, pelas 18h00, um cocktail de apresentação do Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique, enquanto exemplo de promoção do equilíbrio ambiental, desenvolvimento social e progresso económico e turístico. Na ocasião, será apresentado o Gorongosa Lodge & Safari, o principal complexo turístico do parque.

 


O projeto de requalificação do Parque da Gorongosa resulta de uma iniciativa conjunta do governo de Moçambique e da Fundação Gorongosa Restoration Project, presidida pelo filantropo americano Greg Carr, e visa promover o equilíbrio ambiental, através da recuperação das espécies animais, o desenvolvimento social e o bem-estar das populações circundantes e o progresso económico, potenciando o eco-turismo como fonte de sustentação global do parque.

Com  gestão do Grupo Visabeira, o Girassol Gorongosa Lodge & Safari é o principal complexo turístico do parque, disponibilizando "bungalows" climatizados e quartos de jardim com uma capacidade total de 100 camas, piscinas exteriores, loja de artesanato, serviço de lavandaria e área de campismo. A unidade assumiu o compromisso de preservar a integridade ecológica, garantindo a participação e a contribuição das comunidades locais.

Entre as suas principais atrações contam-se a casa dos leões, o miradouro dos hipopótamos e o santuário de fauna bravia, assim como passeios à vizinha Comunidade de Vinho, ao Lago Urema e às cascatas do Rio Murombozi, em plena Serra da Gorongosa, entre outros.

A apresentação do projeto conta com a presença do embaixador de Moçambique em Portugal, Jacob Jeremias Nyambir, do presidente da Fundação "Gorongosa Restoration Project", Greg Carr, do administrador do Parque Nacional da Gorongosa, Mateus Mutemba, do representante do Ministério do Turismo de Moçambique no Comité de Supervisão, Bernardo Beca Jofrisse, e do vice-presidente do Grupo Visabeira SGPS, Paulo Varela.

O esforço dos responsáveis moçambicanos para reconstruir a infra-estrutura do Parque Nacional da Gorongosa, afetado por nove anos de guerra civil, e restaurar a sua vida selvagem começou em 1994, dois anos após o fim da guerra, quando o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) iniciou um plano de reabilitação com a assistência da União Europeia e da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Fonte: ICE Iberica Comunicação