RssFacebook StoreTwitter Store

Associados do Turismo de Lisboa denunciam desperdício de dinheiros públicos

Associados do Turismo de Lisboa denunciam desperdício de dinheiros públicosOs associados da Associação Turismo de Lisboa (ATL) denunciaram o desperdício de dinheiros públicos resultante da criação de uma entidade pública, cujo funcionamento será exclusivamente financiado pelo Estado, para vir exercer exatamente as mesmas funções que a ATL já exerce há 15 anos.

 

O manifesto foi deliberado em Assembleia Geral Extraordinária, convocada com o objetivo de debater as consequências da eventual alteração legislativa da organização regional do Turismo, que se encontra para discussão na Assembleia da República.

Neste encontro, os associados da ATL lamentaram que, através da proposta de Lei 112/XII/2ª, o governo esteja a dispensar a contribuição estratégica e co-financiamento do sector privado, designadamente a nível da promoção internacional, levando a que os recursos financeiros disponíveis para a promoção sejam diminuídos.

Foi ainda apontado o erro estratégico de proceder a alterações tão profundas e polémicas numa altura de grave crise económica, em que não se deve desperdiçar energias com experimentalismos, mas antes procurar potenciar ao máximo o potencial do Turismo para dela sair.

É objetivo dos Associados apelar aos diversos grupos parlamentares para que, em sede de discussão da proposta de Lei, introduzam as alterações indispensáveis para que seja aprovado um diploma mais equilibrado que contemple as questões fundamentais referidas.

Durante a Assembleia Geral da ATL foi manifestado total empenho na continuidade da ATL e no reforço da sua ação, em especial no desenvolvimento da promoção turística e na melhoria do produto turístico da região de Lisboa, independentemente da solução final que for aprovada pela Assembleia da República.

Foi igualmente manifestada, entre todos os presentes, firme determinação em intervir, de forma construtiva, incluindo a nível interno da futura entidade, para assegurar a continuidade da atual autonomia de Lisboa e da promoção internacional, através da delegação de competências e contratualização com a ATL, no caso de a Lei ser aprovada.

Recorde-se que, no âmbito da discussão que precedeu a proposta de Lei, foi conseguido um amplo consenso entre os parceiros públicos e privados a nível da NUT II, no sentido da criação de uma região do Oeste e Vale do Tejo e da atribuição à ATL por via contratual da gestão do território correspondente à Área Metropolitana de Lisboa, tendo igualmente sido estabelecidos os princípios de cooperação entre as duas entidades no âmbito da promoção internacional.

Ver documento.

Fonte: Turismo de Lisboa

Lisboa Vista de Fora

lisboa-entre-as-50-melhores-cidades-do-mundoLisboa subiu nove lugares, para a 26.ª posição, na lista das 50 Melhores Cidades do Mundo, agora divulgada pelo The Telegraph e incluída no Travel Awards do jornal.
lisboa-e-um-dos-melhores-destinos-do-mundo-e-da-europaA cidade de Lisboa foi eleita o 12.º melhor destino do mundo e o 7.º melhor da Europa. As distinções foram atribuídas pelos Traveller’s Choice 2016, do tripadvisor, que premiou também os 10 melhores locais de Portugal.
lisboa-a-cidade-mais-cool-da-europa-a-conde-nast-traveler-diz-que-simPor que Lisboa é na atualidade a cidade mais fixe da Europa dá o título ao artigo que a Condé Nast Traveller dedica à capital portuguesa, ao longo do qual enumera e elogia a sua oferta turística diversificada.
cinco-boutique-hoteis-de-lisboa-que-desafiam-para-uma-escapadinhaSão pequenos hotéis boutique, em Lisboa, que têm como denominador comum o facto de terem sido criados com paixão e entusiasmo por verdadeiros apaixonados pela cidade, escreve a edição espanhola da Condé Nast Traveller a propósito dos cinco que recomenda.