António Carneiro pede extinção da ANERT

  • Imprimir

António Carneiro pede extinção da ANERTO presidente do Turismo do Oeste António Carneiro demitiu-se de presidente da assembleia-geral da Associação Nacional das Entidades Regionais de Turismo (ANERT) e pede a extinção desta instituição.


A demissão surge na sequência de uma reunião realizada na segunda-feira por cinco entidades ligadas ao turismo - Turismo do Porto e Norte de Portugal, Turismo do Centro de Portugal, Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, Turismo do Alentejo e Turismo do Algarve - onde estas defenderam o projeto de lei do Governo para a chamada reorganização regional do turismo.

Em comunicado, António Carneiro lembra que um dos presentes naquela reunião "não negará os meus pedidos enquanto Presidente da Assembleia Geral da ANERT para que a mesma reunisse e tomasse consensual posição sobre o documento".

O presidente do Turismo do Oeste refere que a proposta do Governo vai acentuar divergências regionais que aquela reunião "secreta veio irremediavelmente incendiar", deixando implícita a falta de lealdade das cinco entidades que estiveram na reunião.


No documento António Carneiro afirma que face a estas situações fez chegar "ao Sr. Presidente da direcçao da ANERT o meu pedido de demissão e pedido de imediata extinção duma Associação que alguns sempre quiseram, não o fosse, em nome de espúrios interesses..."

Após a reunião de segunda-feira as cinco entidades regionais divulgaram um comunicado onde manifestavam o seu apoio à proposta governamental e estão disponíveis para a sua discussão na especialidade, na Assembleia da República.

 

Melchior Moreira (Turismo do Porto e Norte de Portugal), Pedro Machado (Turismo do Centro de Portugal), Rosa do Céu (Turismo de Lisboa e Vale do Tejo), Ceia da Silva (Turismo do Alentejo) e Desidério Silva (Turismo do Algarve) subscrevem o documento de apoio ao projeto governamental.

Fonte: Welcome