RssFacebook StoreTwitter Store

Turismo em Lisboa vale mais que todo o calçado

Turismo em Lisboa vale mais que todo o calçado“O setor do turismo no concelho de Lisboa é superior a todo o setor do calçado em Portugal”, afirmou o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, esta quarta-feira, durante a mesa-redonda “Cidade e Turismo: retalho, um ativo turístico”, no âmbito do VI Congresso da APED - Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição.


O turismo de Lisboa tem “3500 milhões de euros de receita bruta por ano”, acrescentou, adiantando a importância da articular a capital com outros produtos no território nacional e mesmo na Europa. Acerca das tensões existentes, o autarca considerou “absurdo o país resistir a um dos seus principais motores de crescimento”.

“Há seis anos consecutivos, em Lisboa estamos a subir a dois dígitos. Estamos achegar às 10 milhões de dormidas. Este processo provoca muitas alterações na cidade, algumas positivas, a maior parte, e algumas de sinal amarelo”, notou, indicando a necessidade de “acautelar as dimensões de tensão”. Exemplo disso são os tuk tuks, que, revelou, terão que ser elétricos a partir de 2017.

O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, sublinhou, por sua vez, a ligação entre turismo e retalho. “O turismo é um dos grandes motores da mudança no retalho”, disse, e “é o principal beneficiário de um retalho de qualidade”.

Uma das mudanças vem da China. “Recebemos 150 mil chineses em Portugal por ano, sem voo direto”, referiu. O que já tem efeitos no retalho: “Hoje são poucas as lojas da Avenida da Liberdade que não têm alguém que fale chinês”, contou.

“Lisboa é a sétima cidade europeia para turismo de compras, em termos de motivação, ajudado pela temperatura e dias de sol”, acrescentou.

O diretor-geral da Global Blue Portugal, Renato Lira Leite, afirmou, porém, que “a grande distribuição não está ainda orientada para o turismo de compras”. E apontou como principal desafio acolher os turistas de fora da União Europeia, de que não temos experiência, como chineses ou russos. É que há grande potencial para crescimento: enquanto a compra média de um turista chinês está perto dos “três mil euros”, em Portugal é de apenas 640 euros. Acresce que se hoje apenas 7% dos chineses viajam para o estrangeiro, o que corresponde a 100 milhões de pessoas, as estimativas indicam que, em 2020, esse número vai aumentar para os 200 milhões.

O vice-presidente da TAP, Luiz Mór, destacou, por seu turno, que "uma cidade para ser boa para o turista tem de ser boa para o morador". “A tendência para vir para Portugal e Espanha explodiu”, notou, revelando que “o verão já está vendido”, até em função da tensão política que estamos a viver. E apontou como características diferenciadoras de Portugal “um país autêntico e original”, que “tem um povo que recebe e é poliglota”.

Para Luiz Mór, o desafio atual, em termos de retenção, são os norte-americanos. Afirmou que a transportadora está a criar condições para incentivar os norte-americanos a ficar em Portugal na sua passagem para a Europa. Numa primeira fase, a estratégia passa por Lisboa ser um hub para a Europa, para depois, tal como já acontece com os turistas brasileiros, passarem também a visitar Portugal.

sd@briefing.pt

Relacionados

Lisboa Vista de Fora

lisboa-entre-as-50-melhores-cidades-do-mundoLisboa subiu nove lugares, para a 26.ª posição, na lista das 50 Melhores Cidades do Mundo, agora divulgada pelo The Telegraph e incluída no Travel Awards do jornal.
lisboa-e-um-dos-melhores-destinos-do-mundo-e-da-europaA cidade de Lisboa foi eleita o 12.º melhor destino do mundo e o 7.º melhor da Europa. As distinções foram atribuídas pelos Traveller’s Choice 2016, do tripadvisor, que premiou também os 10 melhores locais de Portugal.
lisboa-a-cidade-mais-cool-da-europa-a-conde-nast-traveler-diz-que-simPor que Lisboa é na atualidade a cidade mais fixe da Europa dá o título ao artigo que a Condé Nast Traveller dedica à capital portuguesa, ao longo do qual enumera e elogia a sua oferta turística diversificada.
cinco-boutique-hoteis-de-lisboa-que-desafiam-para-uma-escapadinhaSão pequenos hotéis boutique, em Lisboa, que têm como denominador comum o facto de terem sido criados com paixão e entusiasmo por verdadeiros apaixonados pela cidade, escreve a edição espanhola da Condé Nast Traveller a propósito dos cinco que recomenda.