Dormidas no Algarve: mais estrangeiros, menos nacionais

  • Imprimir

chaminé algarviaNo verão de 2012, o Algarve teve mais cerca de 350 mil dormidas do que em idêntico período do ano anterior. Esse acréscimo de movimento deve-se, em parte, à pernoita de turistas estrangeiros, que aumentou 7,5 por cento entre junho e setembro.


De acordo com dados divulgados pelo Turismo do Algarve, naquele período de quatro meses – entre junho e setembro – a região algarvia registou um total de 8 436 855 dormidas, mais 348 505 do que em idêntico período de 2011.

Os três maiores mercados emissores de turistas para o Algarve registaram acréscimos de dormidas na época alta, com o Reino Unido, maior emissor, a aumentar 8,6 por cento e a Holanda e a Alemanha a crescerem mais de 10 por cento.

Em contrapartida, nesse mesmo período, as dormidas de turistas nacionais baixaram 2,4 por cento, assim como a de hóspedes espanhóis, que diminuíram 16,4 por cento.

A Entidade Regional de Turismo do Algarve indica, ainda, que os proveitos globais de hotelaria progrediram 4,7 por cento, para os 388 milhões de euros (mais 17 milhões do que no período homólogo), tendo o Aeroporto de Faro ultrapassado os três milhões de passageiros movimentados naquele período de quatro meses.

Fonte: Diário Online