Lisboa lidera dormidas em dezembro

  • Imprimir

Lisboa lidera dormidas em dezembroLisboa, com 30,8 por cento das dormidas totais em dezembro, mais 11,1 por cento do que no mês homólogo do ano passado, foi a região que registou a maior procura, sendo que o Alentejo apresenta um crescimento de 18,9 por cento e a Madeira uma subida de 13,2 por cento, informa o Instituto Nacional de Estatística (INE).

 


Na globalidade do ano de 2013, salientaram-se as recuperações verificadas nas regiões Norte, Açores e Madeira (+8,1 por cento, +10,4 por cento e +8,5 por cento, respetivamente), face às dormidas de 2012 (-0,1 por cento, -7,5 por cento e -1,0 por cento). No que diz respeito a Lisboa e ao Algarve há que salientar, ainda, que os resultados positivos (+6,6 por cento e +3,5 por cento, respetivamente) foram também superiores aos registados no ano anterior (+4,6 por cento e +2,5 por cento).

Como habitualmente, prossegue o boletim do INE, o Algarve foi o principal destino (35,5 por cento do total de dormidas em 2013), seguido por Lisboa (24,1 por cento) e pela Madeira (14,3 por cento).

A Madeira (39,3 por cento), Lisboa (31,4 por cento) e o Norte (22,9 por cento) foram, entretanto, as regiões com as taxas de ocupação mais elevadas em dezembro e, simultaneamente, as que mais aumentaram face ao período homólogo (+3,5 p.p. na Madeira, +2,3 p.p. em Lisboa e +2,1 p.p. no Norte).

Importa ainda salientar que em dezembro de 2013 os proveitos totais relativos à hotelaria nacional fixaram-se em 91,5 milhões de euros e os de aposento em 58,0 milhões de euros, valores que correspondem a aumentos (a preços correntes) de 11,1 por cento e de 11,5 por cento, respetivamente.

Já o rendimento médio por quarto disponível (RevPar) foi 16,3 euros em dezembro de 2013 (+11,0 por cento), enquanto para o ano de 2013 situou-se em 30,1 euros, ou seja +5,6% do que em 2012.

Fonte: INE