RssFacebook StoreTwitter Store

Verão começou bem para a hotelaria nacional

Verão começou bem para a hotelaria nacionalA hotelaria registou 1,9 milhões de hóspedes e 5,5 milhões de dormidas em junho, que correspondem a crescimentos homólogos de 10,3% e 9,6%, respetivamente, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).


Em junho, as dormidas do mercado interno aumentaram 7,3%, invertendo a tendência do mês anterior (menos 1,3%). Os mercados externos também aumentaram (mais 10,5%), desacelerando ligeiramente (mais 11,7% em maio).

Mais expressivos são os resultados do primeiro semestre: o crescimento dos hóspedes situou-se em 10,8% para mais de 8,5 milhões, e o das dormidas em 11,2%, para cerca de 23 milhões.

A estada média diminuiu (-0,7%, para 2,91 noites), contrariamente à taxa líquida de ocupação cama (mais 2,7%; 57,5%).

A evolução dos proveitos foi positiva (+15,2% de proveitos totais e +15,5% de proveitos de aposento), mas aquém dos resultados de maio (+15,8% e +17,9%, respetivamente).

O INE classifica o comportamento dos principais mercados emissores de turistas para Portugal como “globalmente positivo”, sendo que o seu peso relativo aumentou de 86,8% em junho de 2015 para 87,8% no período homólogo deste ano.

No mercado interno, as dormidas aumentaram em todas as regiões, com maior impacto no Norte (15,1%), Região Autónoma dos Açores (14,1%) e Alentejo (14%). Lisboa e Algarve, que registaram os menores crescimentos de dormidas (mais 4,8% e mais 8,9%), continuaram a concentrar a maior procura: o Algarve registou 39,5% das dormidas totais ocorridas no país e Lisboa 21,7%.

Polónia e França foram os mercados externos que mais subiram em junho, respetivamente 25,6% e 24,8%. Em matéria de crescimento, seguiram-se os Estado Unidos (mais 18.8%9, os Países Baixos (mais 16,8%) e o italiano (mais 16,3%). Entre os mercados mais tradicionais, o Alemanha cresceu 9,9%, o Reino Unido 9,5% e o espanhol 8,5%. O mercado brasileiro que apresenta uma descida de 4,8% no semestre, registou em junho uma ligeira subida de 0,6%.

welcome@briefing.pt 

What’s IN?

teatro-aberto-com-constelacoesDe 9 de setembro a 31 de outubro a peça “Constelações” de Nick Payne, com encenação de João Lourenço, regressa ao Teatro Aberto, em Lisboa. Um espectáculo invulgar, onde as personagens são apresentadas na perspetiva da teoria do multiverso quântico.
james-morrison-no-festival-do-cratoO cartaz do Festival do Crato fecha com a confirmação de James Morrison. O cantor e compositor britânico irá atuar a 25 de agosto e revisitar temas como “Undiscovered”, “Broken Strings” ou “Wonderful World”.
moullinex-da-musica-ao-luxLuís Clara Gomes (ou Moullinex) apresenta Elsewhere, a 26 de agosto. Uma festa que ocupará os 3 pisos do Lux Frágil, em Lisboa, com live acts e DJ mestres em sintetizar aquilo que unifica o House, Disco e derivados: a celebração da vida, paixão e união.

Lisboa Vista de Fora

o-fado-e-a-razao-mais-melancolica-para-visitar-lisboaQuem o diz é o The Telegraph que publicou um artigo dedicado ao género musical português. De acordo com o jornal, o fado está na moda e, em Lisboa, há quatro maneiras de saber mais sobre esta arte: o palco Fado no NOS Alive, o Museu do Fado, o Clube de Fado e o Open Mic Fado.
traveler-espanha-destaca-piscina-do-nh-collection-liberdadeUm prazer focar o olhar e deter-se nos telhados e nas ruelas. É assim que é descrita a vista da piscina do NH Collection Liberdade, em destaque na edição online da Traveler Espanha.
lisboa-entre-os-destinos-preferidos-para-acolher-congressos-internacionaisLisboa subiu três lugares no ranking mundial das cidades e alcançou o top 10 das mais solicitadas para acolher congressos associativos internacionais em 2015, indicam dados agora divulgados pela ICCA – International Congress & Convention Association.